Prefeitura montará esquema especial de atendimento no Carnaval de Rua

Publicado em 10/01/2020 - 18:43 | Atualizado em 12/02/2020 - 16:58
Ao todo são 8 postos médicos nos principais corredores do carnaval de rua. Foto: Divulgação Prefeitura Rio

O Carnaval de Rua de 2020 receberá esquema especial de atendimento médico aos foliões que desfilam nos blocos que passam pelas áreas de maior concentração de público e que, historicamente apresentam maior demanda por serviços de saúde. Para a festa nas ruas, serão quatro postos montados nos principais corredores dos blocos. Os postos médicos terão toda a estrutura para oferecer assistência à maioria dos casos, além de ambulâncias à disposição para a remoção daqueles mais complexos e que precisarem ser encaminhados para hospitais. Todos os postos médicos, operados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), são preparados para atender as emergências, com leitos, cadeiras de hidratação e equipamentos de suporte à vida para monitoração e estabilização dos pacientes mais graves.

Além dos quatro postos pré-hospitalares, todos os hospitais, coordenações de emergência regional (CER) e unidades de pronto atendimento (UPA) municipais estão com suas equipes prontas para dar apoio aos casos mais complexos, recebendo as transferências realizadas pela Central Municipal de Regulação. Os postos estão montados nas áreas com maior concentração de público: Centro (Largo da Carioca e Praça Ana Amélia), Copacabana/Leme (Praça do Lido), Ipanema/Leblon/Lagoa (Praça Nossa Senhora da Paz). Para as demais regiões com manifestações populares, mas menor número de pessoas, a Riotur tem planejamento específico com mais quatro postos da Dream Factory.

Para o data em que será celebrada a abertura do Carnaval, dia 12, três postos foram montados para o público do evento, em Copacabana: um na Rua Princesa Isabel, um na Praça do Lido e outro na altura da Rua República do Peru. Ao todo serão 30 leitos (24 de observação e 6 de suporte avançado) e iniciarão as atividades a partir das 12h. O esquema contará com 30 médicos, 18 enfermeiros e 30 técnicos. A equipe é reforçada com 30 ambulâncias avançadas (com tripulação/equipe independente dos postos),que fazrão a remoção dos pacientes que necessitem de cuidados da rede hospitalar.

Já para os dias de desfiles dos blocos, os postos funcionarão nos dias de maior movimento. No Centro, serão 15 dias de operação (02, 07, 08, 09, 15, 16, 20, 21, 22, 23, 24, 25, 26, 29/fev e 01/mar). Em Copacabana/Leme, 10 dias (09, 15, 16, 21, 22, 23, 24, 25, 29/fev e 01/mar). Já em Ipanema/Leblon/Lagoa, 08 dias de funcionamento (08,15, 16, 21, 22, 23, 24 e 25/fev). Ao todo, os quatro postos da SMS terão 24 leitos, sendo quatro de suporte avançado; e 210 profissionais de saúde se revezando nos plantões – 70 médicos, 40 enfermeiros e 60 técnicos de enfermagem. Os postos contarão com um suporte de 140 ambulâncias avançadas.

A Secretaria Municipal de Saúde conta com expertise de anos operando os postos de atendimento pré-hospitalar durante o carnaval, nas ruas e no Sambódromo. Em 2019, 787 pessoas foram atendidas nos postos médicos montados para o Carnaval de Rua, das quais apenas 88  precisaram ser removidas para hospitais da rede. As principais causas de levam os foliões a procurarem atendimento nos postos médicos durante o carnaval são cortes, principalmente provocados por vidros quebrados, e trauma diversos.

Fique por dentro de tudo o que acontece na Secretaria Municipal de Saúde do Rio e nos siga nas redes sociais!