Prefeitura entrega equipamentos de saúde para a região do Centro

Publicado em 06/08/2020 - 13:40 | Atualizado em 06/08/2020 - 13:49
Clínicas da família, centros municipais de saúde e policlínica recebem 63 novos equipamentos. Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, entregou nesta quinta-feira, 06/07, mais 63 equipamentos para as unidades de Atenção Primária da região do Centro da cidade. A ação aconteceu na Clínica da Família Estácio de Sá, na Rua do Bispo, 159, no Rio Comprido. Ao todo, 18 unidades, entre clínicas da família, centros municipais de saúde e uma policlínica serão beneficiadas. São 21 desfibriladores, 11 aparelhos de ultrassonografia, dez focos cirúrgicos, nove aparelhos de Rx, oito aparelhos de eletrocardiograma, duas autoclaves e dois monitores.

O Centro da cidade ganhou, nos últimos três anos, 350 equipamentos para as maternidades Maria Amélia Buarque de Hollanda e Fernando Magalhães, Cer Centro, os hospitais Souza Aguiar e Barata Ribeiro e o Centro Municipal de Saúde Salles Netto. A região também recebeu um tomógrafo no Hospital Souza Aguiar, que já fez mais de 11.400 exames, além de 10 leitos de CTI pediátrico.

Os equipamentos adquiridos são fruto de um investimento de mais de R$ 370 milhões da atual gestão para estruturar e modernizar as unidades municipais de saúde. Foram comprados 18 mil itens, entre eles 27 tomógrafos e 726 respiradores.

– Aqui na Clínica da Família Estácio de Sá nós viemos entregar mais de 60 equipamentos para melhorar o diagnóstico dos nossos pacientes. Agora tem ultrassonografia, tem raio-x, digital, tem eletrocardiógrafo. Tudo da melhor qualidade. Os médicos terão a sua disposição excelentes equipamentos e farão diagnósticos a altura da sua capacidade técnica. É o Rio de Janeiro melhorando a consulta, o exame e, se Deus quiser, também todas as cirurgias- disse o prefeito Marcelo Crivella.

 

Ao todo, 18 unidades serão beneficiadas. Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

 

Unidades que já tiveram entrega de equipamentos

Já receberam os equipamentos comprados recentemente para modernização do parque tecnológico os hospitais Ronaldo Gazolla, de campanha, Evandro Freire, Barata Ribeiro, Miguel Couto, Salgado Filho, Rocha Faria, Pedro II, Lourenço Jorge, Rocha Maia, Jesus, Francisco da Silva Telles, Albert Schweitzer, Souza Aguiar, Nossa Senhora do Loreto, Piedade; as maternidades Leila Diniz, Fernando Magalhães, Maria Amélia Buarque de Hollanda, Herculano Pinheiro, Alexander Fleming, Mariska Ribeiro, Carmela Dutra; os CERs Barra, Leblon, Centro, Campo Grande, Santa Cruz, Realengo e Ilha do Governador; e as unidades de atenção primária da região da Grande Tijuca.

– Hoje nossas unidades estão recebendo 18 mil itens de equipamentos que revitalizam o parque tecnológico das unidades. Sabemos que a medicina evoluiu muito e, hoje em dia, a tecnologia ocupa um bom espaço no atendimento dos nossos pacientes. Essa tecnologia está sendo incorporada na rede municipal do Rio de Janeiro. – comemorou o Dr. Jorge Darze, subsecretário geral executivo da SMS.

Sobre a Área de Saúde 1.0 – Centro e adjacências

A Área Programática 1.0 abrange os bairros do Caju, Gambôa, Santo Cristo, Centro Lapa, Catumbi, Cidade Nova, Estácio, Rio Comprido, Benfica, Mangueira, São Cristóvão, Vasco da Gama, Santa Tereza e Ilha de Paquetá.

Ao todo, 298 mil pessoas são beneficiadas com a oferta de saúde da rede da SMS. São 22 unidades, sendo 02 hospitais, 02 maternidades, 07 clínicas da Família, 08 centros municipais de saúde, 02 centros escolas, 01 policlínica, além de 66 equipes de estratégia Saúde da Família.

Somente na atenção primária, em média, são realizados por mês 14.500 consultas médicas, 10 mil consultas de enfermagem, 12 mil visitas domiciliares, 20 exames laboratoriais, 1.400 exames de imagem, além de outros 13 mil atendimentos.