Projeto da Prefeitura do Rio cria novos instrumentos pedagógicos para alfabetização da rede municipal de ensino

Publicado em 17/09/2020 - 11:22 | Atualizado em 17/09/2020 - 11:35

A Prefeitura do Rio, por meio da MultiRio, está lançando um projeto para incrementar o processo de alfabetização nas escolas. A Rede Municipal de Ensino vai ganhar uma nova ferramenta para estimular a criatividade, o raciocínio lógico e a habilidade narrativa das crianças. A partir do dia 21, entra em cena o “Meias Aventuras”, com o lançamento do seu site, hospedado no portal da empresa municipal (www.multirio.rj.gov.br).

O projeto multiplataforma começa com um formato apenas digital, mas outros suportes até físicos serão incorporados. O site surge com animações, livreto, ilustrações, modelos de storyboard, desenhos para colorir e jogos para desenvolver a capacidade de alunos entre 6 e 7 anos criarem histórias. Com o auxílio dos responsáveis, já pode ser um instrumento educacional valioso para ser utilizado dentro de casa, principalmente para quem está no 1º Ano do Ensino Fundamental.

Para o lançamento, está programada uma live, transmitida pelo canal da empresa no YouTube (www.youtube.com/user/MULTIRIOSME), às 14h da próxima segunda-feira (21), antecipando parte das atividades da Semana de Alfabetização (entre 23 e 25 de setembro). O bate-papo será comandado pelo diretor de Núcleo de Artes Gráficas e Animação (Nagan) da MultiRio, Marcelo Salerno, e pela professora e da Articulação Pedagógica da Empresa Ana Cristian Veneno. A conversa contará com a participação do diretor de teatro de fantoches, Miguel Vellinho, que prestou consultoria ao “Meias Aventuras”.

O projeto é protagonizado por um personagem divertido e atrapalhado, que passa por diversas situações cotidianas em que precisa superar desafios. É uma meia com feições humanas, criada pela equipe da MultiRio. Ela já nasce adaptada à pandemia e até ganhou máscara em uma das animações produzidas, para estimular a prevenção contra o novo coronavírus.

 Através do site, além de assistir a esses filmetes em animação, as crianças aprenderão a criar suas próprias histórias em casa e futuramente em sala de aula. A ideia é que a partir de materiais simples, encontrados com facilidade, possa ser explorado o potencial inventivo do teatro de fantoches. Uma meia comum usada já pode ser o passo inicial para a montagem desses pequenos espetáculos com a ajuda dos pais e irmãos.

Site vem com instruções para produzir o fantoche

O fantoche é fácil de ser produzido: é só encontrar uma meia, sobras de materiais para serem reutilizados como com pedaços de pano, lã, canetinhas, linhas, papéis coloridos e novas histórias serão contadas e outras aventuras poderão fazer as crianças aprenderem brincando.

Todos os recursos do projeto serão disponibilizados pela MultiRio no site de forma que alunos, professores e familiares possam acessar, conhecer, jogar e baixar todos os tutoriais e materiais pedagógicos, mesmo em casa: são histórias atrapalhadas do Meia para assistir, PDFs com orientações sobre o teatro de fantoches, sobre como criar cenários, personagens e suas narrativas autorais. Assim, o projeto se inspira nas Competências Gerais da Base Nacional Curricular (BNCC) e busca contribuir com os processos de ensino e aprendizagem das crianças na fase de alfabetização, desenvolvendo as capacidades de assistir, ouvir, contar, interpretar, ler, e criar histórias.

Seguindo as instruções e usando a criatividade, qualquer criança começa a desenvolver sua oralidade, o vocabulário e o raciocínio lógico-matemático. Além de apresentar os números aos estudantes, o projeto “Meias Aventuras” procura criar intimidade com as formas geométricas, a reta numérica e outros conceitos básicos da matemática.

Kit será distribuído para as escolas

O projeto, que envolveu diversos setores da MultiRio, terá mais desdobramentos. Assim que as aulas presenciais forem retomadas, as escolas municipais receberão um kit para que os professores de turmas de alfabetização possam desenvolver atividades em sala com os alunos. Além da meia, o professor poderá lidar com diversos materiais a fim de montar um verdadeiro palco e camarim para a contação de histórias. Também receberá um pendrive com o conteúdo digital e que vão possibilitar o armazenamento de trabalhos feitos pelos alunos, além de outros filmetes, jogos e objetos de aprendizagem que a MultiRio pretende criar.  O kit também é composto por dois tabuleiros de jogos.

O objetivo é preparar as crianças para um aproveitamento melhor dos métodos de alfabetização já existentes, sem interferir nas preferências adotadas pelos professores. Com uma maior desenvoltura na contação de histórias e na solução dos problemas, elas estarão mais preparadas para qualquer tipo de tarefa que já é aplicada normalmente nessa fase.