Prefeitura interrompeu festas e aglomerações em diversos estabelecimentos da Zona Oeste neste domingo

Publicado em 03/08/2020 - 14:40 | Atualizado
Ação conjunta fechou 10 bares e restaurantes em Bangu e Padre Miguel. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), realizou, neste domingo, 02/08, ação conjunta para checar denúncias de aglomerações em diversos estabelecimentos, incluindo bares, restaurantes e casas de festas, da Zona Oeste. Como resultado, foram fechados 10 estabelecimentos de 57 fiscalizados em Bangu e no Ponto Chic, em Padre Miguel, e encerrado um evento não autorizado em Guaratiba. Um dos estabelecimentos fiscalizados em Bangu também promovia evento irregular para mais de mil pessoas e foi autuado.

Em Guaratiba, o evento aconteceria em uma casa especializada na Estrada da Ilha. Os agentes chegaram ao local por volta das 14h e constataram a organização da festa, interrompendo as atividades. O proprietário foi autuado por falta de uso de máscara e falta de higiene nos banheiros do estabelecimento.

Já em Bangu e Padre Miguel, além dos 57 estabelecimentos fiscalizados, três ambulantes sem autorização foram orientados a se retirar, e uma estrutura que ocupava indevidamente o espaço público foi desmontada. Ao todo, foram aplicadas, nos dois bairros, 18 multas por infrações diversas, incluindo sanitárias, como falta de uso de máscara e aglomeração. Sete ambulantes e um estabelecimento também foram notificados. Foram recolhidos ainda cerca de 200 quilos de resíduos sólidos durante todo o roteiro, que contemplou as ruas Figueiredo Camargo, Santa Cecília e Francisco Real, e a Estrada do Guandu do Sena.

Órgãos – Coordenada pela Subsecretaria de Operação da Seop, a força-tarefa contra aglomerações deste domingo contou com agentes da Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano (da Secretaria Municipal de Fazenda) e da Subsecretaria de Vigilância Sanitária (da Secretaria Municipal de Saúde); Guarda Municipal; Comlurb; e Polícia Militar.

Números gerais – Como parte das medidas adotadas pela Prefeitura contra a pandemia, a Seop integrou, de 18 de março a 27 de julho, 405 ações conjuntas de fiscalização do comércio em toda a cidade. Nesses quatro meses de atuações diárias, foram fiscalizados 38.047 estabelecimentos, com 27.793 pontos comerciais fechados.

Já o Disk Aglomeração (outra frente de fiscalização coordenada pela Seop) atendeu 11.206 ocorrências desde 31 de março, quando o serviço entrou em operação com base em chamados ao canal 1746 (telefone, site ou aplicativo). Os dez bairros mais demandados são: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.