Prefeitura do Rio segue com demolições de 21 prédios construídos irregularmente na Gardênia Azul, Zona Oeste

Publicado em 02/07/2020 - 13:56 | Atualizado em 02/07/2020 - 16:06
Já são 11 construções demolidas, com 96 unidades habitacionais. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação, prossegue, nesta quinta-feira, 02/07, com o trabalho de demolição de construções irregulares na Gardênia Azul, na Zona Oeste da cidade. Já são 11 construções (com 96 unidades habitacionais) colocadas abaixo.

A operação de repressão a construções irregulares está sendo realizada em um condomínio clandestino numa área de 10 mil metros quadrados, dividida irregularmente em 116 lotes. Vinte e um prédios com 200 apartamentos já estavam construídos ou em início de construção.

A ação prossegue nos próximos dias e só será concluída quando todos os prédios forem postos abaixo, informou Sebastião Bruno, secretário municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação.

Participam da operação cerca de 100 homens da Coordenadoria de Operações Especiais (Coope) da Secretaria de Infraestrutura, da PM e da Guarda Municipal. A Gardênia Azul, assim como Rio das Pedras e Muzema, sofre com o poder paralelo da milícia. As ações de repressão às construções irregulares são feitas pela Prefeitura de forma constante e rigorosa. Essa é uma prioridade da atual gestão, preocupada sempre em combater essas ilegalidades.