Prefeitura ultrapassa marca de 2 mil multas por irregularidades nos ônibus durante a pandemia

Publicado em 22/06/2020 - 16:35 | Atualizado em 22/06/2020 - 16:49
Somente nesta segunda, 22/06, 157 autuações foram registradas. Foto: Divulgação / Prefeitura do RioSomente nesta segunda, 22/06, 157 autuações foram registradas. Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio
A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, segue realizando ações diárias de orientação e fiscalização nas estações de maior demanda do BRT e em outros pontos estratégicos da cidade.  Nesta segunda-feira, 22/06, equipes da SMTR estiveram nos terminais do BRT Alvorada e Santa Cruz, e nas estações Madureira, Mato Alto e Pingo D´água, e aplicaram 157 multas, em sua maioria, por lotação. Outras irregularidades foram constatadas, como desorganização do terminal e intervalo entre os ônibus acima do permitido.

– O objetivo principal das ações é orientar os usuários dos sistemas de ônibus sobre as medidas da Prefeitura, com base nas recomendações dos órgãos de saúde, além de verificar a qualidade dos serviços prestados à população. A multa é um instrumento que não pode deixar de ser usado, caso irregularidades sejam flagradas – comentou o secretário municipal de Transportes, Paulo Jobim.

Desde o início das ações de combate à Covid-19, mais de 2.100 autuações foram registradas por inconformidades nos serviços de linhas de ônibus convencionais e do BRT. Dessas, mais de 1.600 foram por lotação indevida nos coletivos.

O subsecretário de Transportes, Allan Borges, destacou a importância do reforço das ações da SMTR, especialmente neste momento de retomada das atividades.

– É fundamental que as ações sigam intensificadas, já que sabemos que a demanda de passageiros irá aumentar gradualmente. Por isso, estamos cobrando que o BRT e os consórcios atuantes na cidade reforcem suas frotas, se adequando a este crescimento da demanda, além de pensar em outras importantes medidas para evitar que o transporte coletivo seja mais um vetor de contaminação – concluiu.