Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro


Hepatite A

As Hepatites Virais são doenças provocadas por diferentes vírus, que acometem o fígado e apresentam características epidemiológicas, clínicas e laboratoriais distintas. Possuem distribuição mundial e observam-se diferenças regionais na ocorrência desta doença em todo mundo, variando, de acordo com o agente causador.

 

Os vírus A e E são responsáveis pelos quadros agudos, sendo o tipo A frequentemente envolvido com aglomerados de casos e surtos. A Gerência de Vigilânciade Doenças e Agravos Transmissíveis Agudos é responsável pela investigação e acompanhamento dos casos potencialmente relacionados a estes vírus. 

 
Os vírus B, C e D causam os quadros crônicos da doença, e os casos são acompanhados pelo Programa de Hepatite.
 
 

Características da Hepatite A

Doença aguda, de início súbito, de transmissão oro-fecal, por água e alimentos contaminados ou contato pessoal com pessoas infectadas. De evolução benigna, por vezes assintomática e raramente necessita internação. Não há tratamento específico para a doença, porém recomenda-se cuidados como: repouso e evitar substâncias que afetam o fígado.

 

É mais comum em crianças que frequentam creches, pré-escolas e escolas infantis, e em locais onde o saneamento básico é precário ou que não haja tratamento da água.

 

No Brasil o grupo de menores de cinco anos é contemplado com a vacina contra Hepatite A, que faz parte do calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde. Saiba mais sobre o Porgrama de Imunização do Município do Rio de Janeiro.

 

Os principais sintomas da Hepatite A são: febre, icterícia (pele e olhos amarelados), dor abdominal, mal estar, falta de apetite, fezes esbranquiçadas, colúria (urina escura – "urina cor de Coca-Cola"), náuseas e vômitos. O período de incubação é de 15 a 45 dias, média 30 dias, a transmissão começa 2 semanas antes do início de sintomas indo até o final da segunda semana da doença.

 

 

Definição de caso suspeito

Indivíduo que desenvolveu icterícia subitamente com ou sem febre, mal estar, náuseas, vômitos, mialgia, colúria e hipocolia fecal (fezes de cor esbranquiçadas) ou Indivíduo que desenvolveu icterícia subitamente e evoluiu para óbito, sem outro diagnóstico etiológico confirmado.

 
 

Dados Epidemiológicos

Distribuição dos Casos Confirmados de Hepatite A, 2007 a 2018

Distribuição dos Óbitos Confirmados de Hepatite A, 1996 a 2008

 

 

 

IMPORTANTE: 

Em 2009 houve alteração da ficha de Investigação de Hepatites Virais e a variável com a informação da evolução do caso foi retirada. 



Serviços Serviços