Comunicado Importante – SMS no Hospital Pedro II

– Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que renovou o contrato com a organização social SPDM para a gestão do Hospital Municipal Pedro II (HMPII).

– Com a renovação, a SPDM passa a receber um aditivo de R$ 3 milhões por mês para recompor as equipes e garantir a reabertura de leitos, para chegar aos 307 leitos contratuais, melhorando a qualidade do atendimento à população.

– Para acompanhar isso de perto, a SMS montou um gabinete no hospital, com uma comissão que monitora o que está sendo feito e avalia a qualidade da prestação dos serviços ofertados pela organização aos usuários. Além disso, profissionais da SMS estão dando suporte na regulação dos pacientes, agilizando o giro de leitos e fazendo as transferências necessárias.

– Para minimizar o impacto sobre a Emergência (CER Santa Cruz), a Central Municipal de Regulação traçou plano de contingência para direcionar ambulâncias de socorro a outras unidades da rede, garantindo assim a assistência a todos.

– Pacientes com quadros graves que chegarem ao HMPII por demanda espontânea serão atendidos. Casos de menor gravidade podem ser redirecionados a outras unidades.

– Para ocupar os postos de trabalho em aberto, a OS está encarregada de avaliar o número suficiente de todo corpo clínico necessário na unidade e de buscar profissionais para contratação. A SMS se preocupa principalmente com a qualidade do cuidado à beira do leito com o paciente, priorizando uma necessidade maior no corpo de enfermagem.

– Vale ressaltar que o HMPII é de extrema importância para a rede de saúde e a SMS está se esforçando, cobrado e chamando a administração da SPDM ao seu papel que é justamente o de gerir o hospital da melhor forma que deve ser feito.

– A rede de urgência e emergência do município do Rio funciona de portas abertas, atendendo por demanda espontânea a todos os que procuram nossas unidades, sejam moradores da cidade ou de outros municípios. Em algumas unidades, o número de moradores de outros municípios chega a 20% da demanda.

– A saúde sempre foi e é prioridade para este governo e, mesmo diante de uma severa crise financeira que derrubou as arrecadações de todos os entes da federação (União, Estados e Municípios), a Prefeitura do Rio nunca deixou de investir em saúde. E ainda vem arcando com o custeio de dois hospitais de emergência que foram municipalizados em 2016 sem contrapartida e sem previsão orçamentária para suas gestões.

 

Fique por dentro de tudo o que acontece na Secretaria Municipal de Saúde do Rio e nos siga nas redes sociais!

    

Categoria: Saúde

25 de junho de 2019