Coronavírus: Prefeitura anuncia medidas de prevenção na cidade contra a doença

Prefeito Crivella trabalha sem quaisquer sintomas de Covid-19. Foto: Divulgação

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou nesta sexta-feira, 13 de março, as medidas para conter o contágio do novo coronavírus. Entre elas, está a suspensão das aulas na rede pública municipal  a partir de segunda-feira, 16 de março.

– As medidas que anunciamos aqui foram discutidas em gabinete de crise que iniciamos hoje. Serão monitoradas e vamos verificar o efeito delas. Na próxima reunião, na terça-feira, podemos suspendê-las ou tomar novas medidas – afirmou Crivella.

O prefeito deixou claro que são iniciativas de prevenção:

– Não há razões para pânico, mas sim para tomarmos as medidas preventivas que serão avaliadas daqui a quatro ou cinco dias – completou o prefeito.

Cirurgias eletivas mantidas

Crivella frisou que as unidades de saúde da Prefeitura estão preparadas para enfrentar o Covid-19 e disse que as cirurgias eletivas marcadas na rede municipal estão mantidas.

– Por favor, compareçam às unidades para se internar e fazer as  cirurgias. Não há nenhuma interrupção em nosso calendário – enfatizou Crivella.

A secretária de Saúde, Beatriz Bush, orientou a população a esclarecer dúvidas sobre o novo vírus por meio do telefone do Tele Saúde, 136, e assim evitar a superlotação das unidades.

– Se sentirem um quadro parecido com  da gripe, que permaneçam em casa. Está tendo febre ou dificuldade de respiração, procure uma de nossas unidades de Saúde, os nossos profissionais foram treinados para recebê-los – afirmou a secretária.

Quais são as medidas?

1 – Suspender as aulas na rede pública municipal  na próxima semana, mantendo os refeitórios abertos para o almoço a partir das 11h, até as 13h

2  – Recomendar que os ônibus e BRTs evitem a superlotação de passageiros

3 –  Recomendar que sejam adotadas jornadas (de turno de trabalho) alternativas; sugerindo que o setor da indústria adote o inicio do primeiro turno às 6h, o comércio às 8h, e o setor de serviços, às 10h, com o objetivo de evitar superlotação nos transportes. E, sempre que possível, adotem também o trabalho em casa. O setor público municipal deverá adotar o mesmo princípio de escala e trabalho em casa

4 – Não conceder licenças para eventos que causem grandes aglomerações e suspender as concedidas a partir de segunda-feira. Essa medida valerá por 15 dias.

5 – Suspender visitas nas Casas de Abrigos de Idosos da Prefeitura

6 – Recomendar que pessoas com baixa imunidade (asma, pneumonia, tuberculose, câncer, renais crônicos e transplantados) evitem sair de casa

7 – Orientar as pessoas a evitarem cumprimentos com as mãos, beijos e abraços

8 – Suspender a partir de segunda-feira as atividades nas casas de convivência, cinemas, museus, teatros, lonas culturais da Prefeitura

9 – Orientar que se evite idas frequentes a  cinemas e teatros particulares

10 – Recomendar que as atividades esportivas no Engenhão não sejam abertas ao público

11 – Intensificar  uma campanha de prevenção ao contágio do novo coronavírus em todos as redes sociais e fazer parceria com as concessionárias de transportes, telefonia e meios de comunicação, utilizando material oficial do Governo Federal como fonte

12 – A Prefeitura irá disponibilizar álcool gel em todas as repartições municipais de atendimento ao público, incluindo hospitais, abrigos, estações de BRT, escolas e equipamentos culturais

13 –  Suspender os períodos de férias do pessoal da saúde e assistência social enquanto durar a pandemia

14 – Fica estabelecido o gabinete de crise composto pelos membros das secretarias de Saúde, Cultura, Educação, Assistência Social e Direitos Humanos, Ordem Pública, Transportes, Fazenda, Casa Civil e Envelhecimento Saudável

15 – O gabinete de crise da prefeitura se reunirá na próxima terça-feira para avaliar se as medidas tomadas foram suficientes ou se novas medidas deverão ser adotadas.

Cidade do Rio entra em Estágio de Atenção devido a medidas de prevenção ao novo coronavírus

Coronavírus: Prefeitura do Rio amplia reserva de leitos para pacientes infectados